Como preparar o carro para uma pintura automotiva?

25 de Agosto de 2016
por: Clube das Tintas
Como preparar o carro para uma pintura automotiva?

Pequenos arranhões e manchas de ferrugem podem prejudicar a aparência do carro e deixar o veículo vulnerável a danos sérios. Felizmente, com alguns suprimentos e uma boa habilidade, é possível corrigir a pintura nestas áreas e proteger exterior do carro. O processo é simples, mas necessita seguir algumas dicas para garantir bons resultados.

O processo básico para a pintura automotiva é bastante simples:

  • Identificar a área danificada
  • Preparar o local que vai ser pintado
  • Aplicar a tinta

No entanto, os resultados de trabalho irão variar muito, dependendo dos materiais e ferramentas que você usa e quão bem você executa cada etapa. Essas dicas vão ajudá-lo a começar o trabalho:

1. Identificar a cor correta do carro

Você já deve ter notado que diferentes fabricantes de automóveis usam sutilmente diferentes tons de tinta dentro da mesma família de cores. Para obter a combinação perfeita para a sua pintura automotiva, você vai precisa comprar o tom exato para o seu veículo.

Se você se lembrar do nome da cor de tinta, ótimo. Caso contrário, precisa encontrar a placa de identificação de cores para o carro. Essa placa pode ser localizada em vários lugares, dependendo do modelo do veículo, alguns dos mais comuns são:

  • Dentro soleira da porta do lado do condutor
  • Na parte inferior do exaustor
  • No chão sob o banco do condutor
  • Dentro do porta-luvas
  • No firewall

2. Encontrar a área de danos

Você pode visualizar uma marca de ferrugem em um determinado local, mas as chances são de que o carro, na verdade, tenha vários pontos que você precisa para trabalhar. É interessante cuidar de todos ao mesmo tempo. Veja como encontrar todos os pontos:

  1. Lave e seque o seu veículo para se certificar de que toda poeira foi retirada.
  2. Estacione o seu carro no sol e caminhe ao redor examinando-o em todos os ângulos.
  3. Quando você visualizar uma mancha, coloque um post-it para demarcar o local.

Mesmo se a área danificada não tiver ferrugem, é importante garantir que a superfície é áspera o suficiente para permitir a tinta aderir corretamente. No entanto, o tipo de dano irá influenciar o grão de lixa deve utilizar. Mantenha estas diretrizes em mente:

  • Para arranhões profundos, use lixas 80 ou 120 para remover a ferrugem, e siga com lixas mais finas, tais como as de grão 320 e 1000.
  • Para danos moderados, comece com lixas de grão 320 e siga até de grão 1000.

Não importa quão profundo o dano seja, é essencial que você mantenha a área lixada tanto quanto possível. Não lixe a tinta em torno do local.

3. Proteger a pintura ao redor

É fácil para proteger a área ao redor do dano. Você só precisa de fita adesiva. Para as pequenas áreas, corte um pequeno pedaço de fita e circule a área danificada. E para riscos maiores, aplique a fita ao longo das bordas nos pontos danificados.

4. Limpar a área e evitar a poeira

Depois de lixar, use uma flanela para limpar a área que você vai pintar. Pequenas partículas de pó ou tinta podem interferir com o seu trabalho de pintura automotiva, e fazer seus resultados parecerem menos profissional. Além disso, certifique-se de que o lugar não tem poeira. Uma garagem aberta pode ser ideal, pois você terá de ventilação, mas muita.

5. Usar uma base

Você provavelmente vai precisar aplicar uma camada de Ultra Primer na superfície do seu carro. Principalmente se você está lidando com ferrugem ou lixou bastante o metal do carro. O HS Ultra Primer Maxi Rubber é indicado na preparação de superfícies metálicas na função de fundo isolante. E você encontra no Clube das Tintas mais próximo de você. Clique aqui para ver as lojas.

Fácil aplicação, ótima aderência em superfície metálica, ótimo  lixamento, aspecto homogêneo, secagem rápida, boa flexibilidade.

No caso de pequenas imperfeições, a Massa Acrílica Maxi Rubber em forma de tubo pode ser aplicada sobre a superfície a ser repintada.

Massa Acrílica Maxi Rubber1Massa Acrílica Maxi Rubber

Após a aplicação da massa adequadamente escolhida, é importante pensar também no acabamento. A Massa Poliéster tem seu diferencial na aplicação e no acabamento final, dando um aspecto mais refinado ao trabalho.

Siga sempre as instruções do produto. Em geral, você aplicará a base em uma única camada fina e deixe-a secar.

6. Escolher o melhor tipo de tinta

Além de escolher a cor correta, você também terá que escolher o melhor tipo de tinta para sua situação. O procedimento para a aplicação de cada uma é diferente, e cada uma é adequada para tipos específicos de reparos. Os tipos mais comuns são canetas de tinta e tintas spray. Para usá-las, isole a área em torno do dano e pulverize a tinta de acordo com as instruções do fabricante. É essencial aplicar camadas leves para evitar aglomeração ou gotejamento. 

7. Secar a pintura

Não importa o tipo de tinta que você usar, você vai precisar permitir que a tinta seque completamente entre cada camada antes de aplicar a cera no exterior do carro. Cada marca e tipo terá diferentes instruções de secagem, e é importante seguir estes para obter os melhores resultados.

Depois que a tinta secar completamente, você deve aplicar uma camada de cera no carro para restaurar o seu brilho e preservar o trabalho. É importante saber quanto tempo você deve esperar antes de retirar a cera. 

Leia todos os materiais que vêm com os produtos que você escolher e separe um tempo para entender como tudo funciona. 

Gostou das dicas?

Continue acompanhando o blog do Clube das Tintas e aprenda muito mais sobre pintura automotiva. E quando o assunto for preparação e acabamento, conte com quem entende no assunto.