/  Dicas   /  Como fazer mistura de tinta?

Como fazer mistura de tinta?

Será que quando se pinta paredes e tetos, basta abrir a lata de tinta e molhar o rolo e pincel com o produto que está na lata? Sabemos que, via de regra, ao menos misturar o produto com a ajuda de uma espátula ou um pedaço de madeira é necessário, para criar a homogeneidade da tinta, não é mesmo?

Mais do que isso, há situações em que devemos tanto dissolver a tinta com água, de acordo com o tipo de tinta e instruções de uso, quanto fazer mistura de tinta para obter os tons e cores que desejamos aplicar na pintura e decoração do local em questão.

Você sabe exatamente como fazer mistura de tinta? Esta ação que em um primeiro momento, pode até mesmo parecer bem simples, merece nossa atenção para que  resultado obtido seja exatamente aquele que esperamos.

Com o intuito de mais uma vez ajudar nossos (as) leitores (as) na missão de realizar a melhor pintura e reforma dos ambientes, trazendo mais beleza e vida ao local, nossa equipe de especialistas, carinhosamente chamados de ‘Doutores em Tintas’, chegam para esclarecer esta dúvida tão pertinente.

Afinal, como fazer mistura de tinta? Saiba tudo a seguir, aqui no Clube das Tintas, acompanhe!

Que tal colocar a mão na massa literalmente?

É chegado o grande dia, você já comprou a tinta da melhor qualidade e está prestes a realizar a pintura.

Antes, você preparou as paredes e tetos do imóvel, aplicou massa corrida nos lugares que apresentavam fissuras e buracos, esperou secar, lixou e limpou. Aquela parede, que tinha uma infiltração, você também já deu um jeito, chamou pedreiro e encanador, e está tudo ok.

Passou na loja de materiais para construção e reforma, adquiriu as ferramentas necessárias para a pintura, bem como comprou as lonas e fita crepe para cobrir pisos, objetos e partes que não deverão ser pintadas.

O momento  de pintar é agora, mas antes, é preciso misturar a tinta. Como fazer do jeito certo, da forma mais assertiva, garantindo que a tinta de fato, seja dissolvida e não fique dura, empelotada?

Você pode, em um primeiro momento, estranhar, mas uma dica para promover à tinta, um ótimo nível de homogeneidade, é misturá-la com as mãos.

Um macete é distribuir a tinta em outro recipiente, deixando duas metades e mexer com a mão. É aconselhável usar luvas.

Assim que dissolver todas as pelotas de tinta, você poderá então, acrescentar a quantidade de água, de acordo com as instruções da empresa fabricante da tinta. Via de regra, as informações vem na lata do produto.

Vale dizer: nem todas as tintas demanda a aplicação de água e caso você faça por próprio desejo, no intuito de fazer a tinta “render mais”, saiba que você está fazendo isso errado!

Além de não render mais, a tinta ficará rala e não cobrirá a superfície, ou seja, você estragará o produto e terá prejuízos.

Lembre-se de se certificar que possui os seguintes itens necessários para realizar a mistura de tinta e a pintura em geral:

  • Rolo;
  • Vara misturadora;
  • Extensor de rolo;
  • Recipiente para diluir a tinta;
  • Bandeja de pintura;
  • Abridor de lata de tinta.

Dicas importantes de como misturar tintas

Se por ventura, o método acima para misturar tintas é rústico demais para você, há ainda outras formas de lidar com esta questão. Você pode misturar com a vara misturadora, por exemplo.

Há outro método de misturar tinta, que implica na execução da inclusão de um corante para obter determinado tom.

Atenção: muita gente pergunta sobre se o tipo de tinta influencia na mistura. Na verdade, essa mistura deve ser feita, seguindo os mesmos trâmites tanto nas tintas acrílicas quanto nas esmaltes. Obviamente, não é interessante misturar tipos de tintas distintas, ou seja, acrílica com esmalte.

Há uma regrinha quando se fala em misturar tipos de tintas, anote aí:

-Tinta esmalte a base de água + tinta acrílica = Bom resultado.

-Tinta acrílica + tinta acrílica = Bom resultado.

-Tinta esmalte + tinta esmalte = Bom resultado.

-Tinta acrílica + tinta esmalte sintético = Péssimo resultado.

(Fonte: https://www.guiaservicos.com/misturar-tinta-acrilica-com-esmalte/)

Dito isso, confira agora outro método de como fazer mistura de tintas para pintar sua casa, empresa, escritório e imóveis em geral. Essa mistura é para obter o tom desejado:

  • Certifique-se sempre de que as tintas sejam compatíveis, ou seja, à base d’água ou a óleo;
  • Se aplicar corante na tinta, veja se ele é indicado para o tipo de tinta, ou seja, à base d’água, a óleo, acrílica, esmalte, etc.;
  • Conte quantas gotas de corante foram utilizadas para determinada quantidade de tinta. Essa será a medida de referência para obter sempre o mesmo tom;
  • Misture com a vara misturadora a quantidade de tinta no recipiente próprio;
  • Leve em consideração, o tamanho da área que será pintada, antes de fazer a mistura de tintas. Tenha em mente que em grandes áreas, é importante garantir uma quantidade suficiente, ao menos para aplicar duas demãos.

Agora que você já saber como misturar a tinta, confira outras dicas que poderão complementar a pintura do cômodo:

E então, bora misturar a tinta e fazer aquela pintura show no imóvel? Não esqueça de mostrar o resultado pra nós! Até a próxima!

 

Deixar um Comentário