/  Sem categoria   /  4 dicas para pintar paredes externas
pintar paredes externas

4 dicas para pintar paredes externas

Renovar e pintar paredes externas tem o elevado poder de transformar totalmente a aparência de uma casa, empresa ou escritório, de uma forma prática, rápida e bem mais em conta, do que qualquer outro projeto de reforma.

Você é do tipo de pessoa que busca praticidade na hora de reformar um ambiente? Então você sabe que precisa pintar a paredes externas e, sobretudo, deixá-las impecáveis, não é mesmo?

Sendo assim, é importante considerar alguns pontos importantes, quando você se prepara para pintar as áreas externas de um imóvel.

Desde a técnica correta, até a utilização de tintas de qualidade, tudo influencia para um resultado digno de apreciação!

Diante de tais fatos, você aí do outro lado certamente está pensando: quais são os cuidados necessários para executar uma pintura primorosa? Quais são os segredos para pintar paredes externas e mantê-las bem conservadas?

Pois bem, sempre pensando em ajudar nossos (as) leitores, a equipe do Clube das Tintas selecionou 4 dicas imperdíveis para pintar as paredes externas do seu imóvel, confira!

Pintar fachadas e paredes externas: prefira período seco

Uma dica que se possível seguir, irá facilitar muito a pintura, é optar pelo momento do ano onde o clima seja mais seco.

Afinal, períodos de chuva, como o verão, por exemplo, podem estragar a pintura caso ocorra uma chuva inesperada.

Por isso, muitas pessoas preferem esperar o início do outono para começar a pintar.

Escolha a melhor opção de tinta para pintar paredes externas

Acredite: escolher a melhor tinta é fator determinante para garantir uma boa pintura e um ótimo acabamento.

Claro que apenas uma tinta de qualidade não vai garantir a pintura perfeita da fachada e das paredes, afinal, há ainda outros fatores. Contudo, podemos dizer que de nada adiante dominar as melhores técnicas de pintura e usar uma tinta de má procedência, não é mesmo?

É importante pensar que há diferentes tipos de tintas, como por exemplo, as acrílicas e as emborrachadas, específicas para áreas externas.

Cada tipo de tinta implica em um determinado tipo de preparação. Se você já quer determinar a escolha da cor, leve antes em conta que é preciso identificar as necessidades e características do imóvel a ser reformado.

Seu imóvel fica em um ambiente sujeito ao mofo e maresia? Então você deve adquirir tinta com propriedades resistentes a ambos.

Também considere o fato de que há tipos de acabamentos diferenciados, como  o acabamento fosco, com brilho e também acetinado.

Para facilitar a sua escolha, aproveite para conferir as dicas exclusivas que destacamos nos links abaixo:

6 Melhores cores para a área externa da casa

Tinta impermeabilizante – 5 Dicas para proteger as paredes do sol e chuva no verão

Prepare as paredes externas para a pintura

Uma dica extremamente importante, na verdade crucial, é preparar as paredes externas para que a pintura seja feita de maneira assertiva.

Em outras palavras: corrija todas as imperfeições das paredes. Rachados e fissuras? Aplique massa, espere secar, lixe e retire o pó, antes de pintar.

Mofo? Vazamentos? Contrate os serviços de um encanador e/ou especialista, para analisar o problema e solucioná-lo.

Uma parede sem preparo fará você gastar mais tinta, e o pior: a pintura estragará logo, o que significa que você jogará dinheiro, tempo e dedicação, no lixo.

Contudo, a preparação da parede externa não se encerra somente nos cuidados citados acima.

É importante aplicar um primer, antes da tinta. O primer deve ser aplicado em toda a superfície que vai receber a nova tinta.

Lembre-se que cada espécie de superfície demanda um tipo específico de primer.

Analise quais são os materiais da fachada e parede, para então comprar primers adequados para a superfície.

Se o seu objetivo é mudar totalmente as cores atuais das paredes externas, uma dica é lançar mão de um produto como o  primer matizado, que tenha a coloração próxima da tinta escolhida.

Dessa forma, você economiza a quantidade de tinta, pelo fato de que o número de demãos será menor.

Observação: se for o caso do seu imóvel, saiba que há no mercado, primers que agem reduzindo mofo, umidade, e que ainda isolam a temperatura.

Prepare o ambiente para pintar paredes externas

Antes de começar a pintura, olhe bem ao redor do ambiente. Há vasos, plantas, móveis, jardim, piso ao redor?

É importante que tudo o que esteja ao alcance das paredes seja protegido, removido ou coberto, para evitar que se manche, suje, etc.

Além disso, tirar objetos próximos das paredes externas na ocasião da pintura vai prevenir acidentes.

Use rolos e pincéis e reúna todos utensílios necessários

Em linhas gerais, você vai precisar dos seguintes materiais e equipamentos:

  • Pinceis;
  • Rolos;
  • Bandeja de tinta;
  • Cabo extensor;
  • Escada;
  • Lona para cobrir o piso e objetos;
  • Óculos de proteção;
  • Luvas;
  • Boné;
  • Roupa que possa sujar de tinta (afinal, você não vai querer que aquela sua roupa bacana fique manchada, né?).

Poderá também ser necessário usar fita crepe, para isolar alguns cantos, rodapés, etc.

Uma dica incrível é adquirir um kit de pintura.

Dica especial: técnica para pintar uma parede da Suvinil

A Suvinil, marca parceira do Clube das Tintas, disponibilizou um vídeo completo que mostra exatamente como proceder para pintar paredes com a técnica adequada, confira abaixo:
https://www.youtube.com/watch?v=H7B0TKcSlFI&feature=emb_logo

E então, curtiu o post de hoje? Ele foi feito com todo carinho para você que sempre acompanha o blog. Fique atento (a) que logo tem mais! Compartilhe esse artigo com seus amigos, até a próxima!