/  Paredes   /  Pintura de parede interna e externa – Diferenças e dicas
pintura-de-parede-interna-e-externa-diferencas-e-dicas-4

Pintura de parede interna e externa – Diferenças e dicas

Já parou para pensar que a pintura de parede interna e externa têm suas próprias particularidades? Ou você achava que pintura é tudo igual, não importa onde ela seja realizada?

Parafraseando Shakespeare, entre a pintura de parede interna e externa, “há mais detalhes e diferenças do que pode imaginar nossa vã filosofia”.

Sendo assim, antes da pintura, quais cuidados são necessários? O que levar em conta no momento de escolher a tinta? Existe a tinta ideal para a parte interna dos cômodos e a tinta certa para pintar o lado de fora?

Entenda a seguir, as diferenças entre a pintura de parede interna e externa e ainda confira uma série de dicas para conquistar um ótimo resultado após a pintura.

Qual a diferença entre pintura de parede interna e externa?

pintura-de-parede-interna-e-externa-diferencas-e-dicas-1

O primeiro fator que podemos apontar como diferencial em relação a pintura de paredes no interior e exterior de um imóvel diz respeito a necessidade de maior proteção entre uma área e outra.

Por exemplo, a parte externa de uma casa, como a fachada e corredor, é exposta às variações de temperaturas. Além disso, há ainda outro tipo de desgaste que as paredes sofrem, em decorrência da chuva.

Sendo assim, é bem comum que as paredes externas, sobretudo quando não se usa a tinta correta, desbotem rapidamente e percam a cor.

Dito isso, fica claro que a parte exterior deve ter um certo cuidado especial, não é mesmo?

E a maneira de pintar as paredes externas da sua casa fará toda a diferença no resultado final e no decorrer do tempo.

Afinal, será necessário proteger a parede do sol, da formação de mofo, umidade, etc.

Com essa atenção redobrada à área externa, vale dizer que o ambiente interno também deve ser levado em consideração, e com o máximo zelo possível para que a pintura fique perfeita.

A preparação das paredes antes da pintura, a aplicação de um produto selador, e se necessário, massa corrida, reparo no encanamento devido a vazamentos e umidade, entre outros fatores, são primordiais para um trabalho de pintura realizado com sucesso.

Pintura de parede: preparando o ambiente

Seja na parte interna, seja na parte externa, ambas necessitam da preparação correta das paredes, certo?

Na verdade, é preciso preparar todo o imóvel para receber a nova pintura e cores.

pintura-de-parede-interna-e-externa-diferencas-e-dicas-2

Observe se na parede externa, há a presença de manchas, por exemplo. Se houver ainda algum tipo de ranhura, gretas e rachaduras, elas deverão desaparecer antes de você partir para a pintura.

Será preciso deixar a superfície totalmente uniforme. Em paredes muito sujas, vale a pena fazer uma limpeza, e lavar com a ajuda de escovas. Pode ser com escova de metal e sabão.

No caso de aplicar massa corrida, lembre-se que é preciso esperar o tempo correto de secagem (verifique na embalagem da empresa fabricante) e posteriormente, lixar a parede.

Mesmo quando não for preciso aplicar massa, é importante lixar a parede para tirar a tinta antiga e remover os possíveis descascados.

Depois de lixar, não deixe de limpar a parede com um pano úmido para retirar a poeira.

Isso independe da parede ser interna ou externa, certo?

Para que a aplicação de massa corrida seja otimizada, vale a leitura dos artigos a seguir:

Dicas de aplicação de massa corrida

Como aplicar massa corrida na parede passo a passo

Escolhendo a tinta para parede interna e externa

pintura-de-parede-interna-e-externa-diferencas-e-dicas

Você sabia que já fizemos um post especial, explicando em detalhes, exatamente como escolher a tinta para pintar paredes internas?

Acesse o link abaixo:

Qual a melhor tinta para parede interna

Conforme você irá conferir no link:

“Para saber qual a melhor tinta para pintar parede interna, procure direcionar a escolha, levando em conta os seguintes aspectos:

· Qual o tipo de acabamento você pretende obter com a pintura?

· Qual o tipo de superfície a ser pintada?

· A tinta que você escolheu está de acordo com este acabamento e com a superfície da parede interna?

Jamais se esqueça da seguinte máxima:

Escolher de maneira assertiva, ou seja, correta, a tinta que você utilizará para realizar a pintura do ambiente interno de um imóvel, é o que determina o aspecto final e também a durabilidade da pintura.”

Para facilitar a escolha da cor, acesse os links onde fizemos alguns posts que esclarecem as principais dúvidas:

Conheça as melhores cores de tintas de paredes internas

5 Dicas para escolher tinta de parede corretamente

E para a parede externa? Qual tipo de tinta usar?

Há muitas opções no mercado, das quais destacamos as seguintes:

· Tinta acrílica: por ser impermeável, é uma ótima opção para a área externa. Possui 3 tipos de acabamentos:

1- Acetinado (com um pouco de brilho, requintado e permite lavagem da parede);

2- Semibrilho (pode ser lavado também, e dá um acabamento bem elegante às paredes);

3- Fosco ( disfarça possíveis imperfeições, mas não tem muita resistência à limpeza).

· Tinta emborrachada: para muitos especialistas, é a tinta ideal pois previne mofo, não desbota, e é muito resistente às ações do tempo.

Há ainda uma outra opção que merece uma menção honrosa: a tinta cal. De preço mais acessível, consegue disfarçar bem as imperfeições, no entanto, sua durabilidade é questionável.

pintura-de-parede-interna-e-externa-diferencas-e-dicas-3

Além dessas tintas, vale dizer que é possível apostar nas texturas para as áreas externas.

Se interessou em texturas? Então confere os posts que fizemos no link abaixo:

Dicas para fazer efeito textura na parede

Quais os tipos de textura para parede

E sobre as melhores texturas, indicamos as seguintes:

GEL PARA TEXTURA CORAL

TEXTURA RÚSTICA CORAL

TEXTURA ACRÍLICA CORAL

E então, bora fazer aquela pintura de parede show em seu imóvel? Conte pra nós sobre sua experiência! Até a próxima!